Home

//O FOTOJORNALISTA
Nelson d’Aires é fotógrafo freelancer desde 2005, membro do coletivo Kameraphoto desde 2007, natural de Vila do Conde, trabalhou durante muitos anos na zona do Porto, atualmente, vive e trabalha em Lisboa . Ao longo dos anos, Nelson tem realizado vários trabalhos de fotojornalismo, muitos deles premiados nos principais concursos de fotojornalismo em Portugal e no estrangeiro. Já colaborou com o Jornal i, o Der Spigel (Alemanha), o Le Monde (França), a Folha de São Paulo (Brasil), entre outros.
nelson
O seu percurso pessoal e profissional certamente tem a sua quota parte de influência no trabalho que produz atualmente. Nelson d’Aires declara uma óbvia preferência pelo analógico, com o grão característico e pelo uso do filme preto e branco em detrimento da cor. Nelson trabalha muito o contraste de luz e sombras e a expressão das tonalidades de cinzento. Isso é visível nas duas fotorreportagens analisadas. Se tivesse tido sucesso, um contacto com o fotojornalista decerto permitir-me-ia perceber o porquê da preferência pelo preto e branco, em motivos tão cromaticamente expressivos como uma campanha eleitoral. Como é sabido, tal não foi possível.

//LEGISLATIVE ELECTIONS 2009
Em 2009, o Jornal i encomendou um trabalho a Nelson d’Aires sobre a campanha para as eleições legislativas, encomenda que se viria a revelar na fotorreportagem “Legislative Elections 2009”. Nelson acompanhou a par e passou toda a última semana de campanha do PSD com Manuel Ferreira Leite. Num editorial que publicou no seu website pessoal, Nelson confessa que “para se fazer um trabalho fotográfico sério de uma campanha eleitoral é necessário realizá-lo como uma maratona e não como uma prova de velocidade feita num só dia”, o que dá conta da necessidade evidente no fotojornalismo de tempo para se preparar e produzir conteúdos de qualidade.
No entanto Nelson lembra que “quando um jornal submete-se à triagem das agências que decidem que fotos é que vão colocar para distribuição, sacrificam aí a dependência, a originalidade, o futuro e o arquivo de um ponto de vista com identidade.”
Com a reportagem “Legislative Elections 2009”, Nelson arrecadou o 1º prémio na categoria especial “2009 ano de eleições” da 1ª edição do Prémio Fotojornalismo Estação Imagem/Mora, o maior galardão de fotojornalismo em Portugal.
Quatro anos depois, aquando das eleições legislativas de 2011, Nelson escreveu que “Infelizmente” não ia fotografar as legislativas como havia feito em 2009 para o Jornal i porque nesse ano tinha acompanhado a caravana do PSD com a candidata Manuela Ferreira Leite durante uma semana e agora não tinha essa oportunidade. Nelson conclui com uma reflexão sobre a questão editorial no panorama atual, dizendo que “na conhecida crise que os jornais enfrentam há muito tempo, os fotógrafos são sempre as primeiras baixas, resultantes do cálculo financeiro para a contenção de custos.”

This slideshow requires JavaScript.


Em período de campanha, Nelson consegue um conjunto de fotos muito dinâmicas, reveladoras de movimento, pressa, com sorrisos rasgados, expressões fortes. A ordem pela qual as fotografias aparecem não pode ser deturpada porque ela própria é reveladora da história que Nelson quer contar. À medida que vamos avançando na galeria, vai-se evidenciando o confronto do entusiasmo e aparente alegria das pessoas que a rodeiam, com o cansaço, quase exaustão, da protagonista, Manuela Ferreira Leite. Na penúltima foto da galeria, Manuela Ferreira Leite aparece junto a uma urna, provavelmente, no momento em que ela própria usou do seu direito de voto nas eleições legislativas. A fotografia que se segue a essa, a última, é reveladora do resultado das eleições. Manuela Ferreira Leite foi derrotada por José Sócrates. Os panfletos que entusiasticamente distribuiu e que são símbolo de toda a campanha do PSD, jazem agora no chão, na rua, na desolação da derrota eleitoral.

//SURVIVORS
A fotorreportagem “Survivors” (sobreviventes) tem como objeto de reportagem os pescadores das Caxinas que sofreram o naufrágio do barco pesqueiro “Virgem do Sameiro”. Os seis homens foram encontrados por um helicóptero da Força Aérea, por um acaso, acaso esse que para as famílias foi um verdadeiro milagre. Depois de três noites no mar, com um terço nas mãos, um dos principais motivos que Aires se preocupou em ilustrar for a emoção das famílias no reencontro. As mães, irmãs, filhas, que choram e sorriem de alegria e gratidão.
Na publicação “Farol da Memória de Caxinas e Poça da Barca”, A. Coentrão descreve o papel de Nelson na realização da fotorreportagem “Survivors”: “Entre um mar de abraços, Nelson D’Aires, fotojornalista, acompanhava os Survivors, como lhes chamou.”
Uma vez mais, Nélson optou por um trabalho mais profundo, passando vários dias com as famílias, acompanhando não só o reencontro propriamente dito mas também os dias seguintes, fotografando as cerimónias religiosas, de ação de graças pelo “milagre” ocorrido, a cobertura dos media, que mostraram interesse pela história, e terminando com fotos de família na época natalícia, com notórias referências à crença em Deus e ao natal.
Esta é uma reportagem premiada com o segundo lugar na categoria News do Prémio Internacional de Fotojornalismo Estação Imagem/Mora em 2012.

This slideshow requires JavaScript.


A “Survivors” traz um jogo de emoções que admito ser difícil de conjugar, de fotografar e, por conseguinte, de explorar em análise. A verdade é que o foco não pode estar em todo lado e, acontece muitas vezes que, numa só fotografia, é-nos possível observar pessoas a chorar intensamente ou a sorrir com evidente alegria. O que une todas estas dimensões emocionais aparentemente dispares é a causa que as motiva. Quer as lágrimas, quer as gargalhadas dos fotografados são de alívio, alegria e gratidão. Na minha análise, Nelson atribui esta fotorreportagem, Nelson atribui destaque especial a duas dimensões: a da família enquanto núcleo fundamental de amor, dependência e apoio; e da espiritualidade, com atenção especial a fé em Deus e à maneira como essa confiança e crença se expressou nesta história.

Afonso Ré Lau
Ciências da Comunicação – Universidade do Porto

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s