Home

Proposta Individual

Da lista apresentada e contextualizada em aula escolha um fotógrafo e seleccione para análise 3 fotoreportagens da sua autoria. O comentário crítico deverá contemplar os seguintes aspectos:

1.Breve biografia do fotógrafo: formação e percurso profissional.

2. Análise do contexto de produção da fotoreportagem: tema e objectivos, duração, encomenda.

3. Análise do contexto de publicação e opções editoriais da fotoreportagem (imprensa impressa, imprensa online, exposição, televisão, monografia, etc): selecção, formato, legenda, relação com o texto.

4.Análise técnica: escala, ponto de vista, cor, composição e manipulação.

A selecção final (fotografias e formatos de publicação) e respectivo comentário com biografia deverá ser publicado online no blog da UC (www.fotojornalismo13.wordpress.com) até ao dia 17 de Janeiro 2014.

O comentário crítico e biografia deve ter aproximadamente 1500 palavras. A apresentação do trabalho em aula é obrigatória e não deve exceder os 10 minutos. O trabalho individual corresponde a 50% da avaliação.

//

Proposta de Grupo

Proposta para desenvolvimento de uma fotoreportagem subordinada ao tema «Ser fotojornalista hoje».

A fotoreportagem deverá ser publicada online no blog da UC (www.fotojornalismo13.wordpress.com) até dia 17 de Janeiro 2014, numa selecção de aproximadamente 10 fotografiasCada grupo deve publicar até 26 Novembro uma sinopse (100 palavras). Podem ainda ser adicionadas outros elementos recolhidos no âmbito da investigação realizada para fazer a fotoreportagem.

O trabalho de grupo corresponde a 50% da avaliação.

GRUPOS DE TRABALHO

1. José António Pereira// Cláudia Sequeira // Telma Parada

Cada vez mais os smartphones ocupam um lugar de destaque na vida das pessoas. Por consequência, as fotografias tiradas pelas pessoas e trabalhadas em aplicações próprias espalham-se como informação, não só nas redes sociais, como na comunicação social. Será uma nova tendência do fotojornalismo? Vamos fotografar duas realidades diferentes, a amadora e a profissional, onde os efeitos têm sido comuns. Na vertente amadora, a instagramer @a_veronica_alves e na vertente profissional, o fotojornalista das agencias WAPA e Lusa, Hugo Delgado.

2. Afonso Ré Lau // Joana Gonçalves // Carla Santos // Viktoriya Zoriy

Nelson d’Aires é fotógrafo freelancer desde 2005, membro do coletivo Kameraphoto desde 2007 e vive e trabalha no Porto. Nelson tem realizado vários trabalhos de fotojornalismo ao longo dos anos, muitos deles premiados nalguns dos principais concursos de fotojornalismo em Portugal e no estrangeiro. Ao nível editorial, já colaborou com publicações como o Jornal i, o Der Spigel (Alemanha), o Le Monde (França) ou a Folha de São Paulo (Brasil). Queremos observar para além da objetiva de Nelson e perceber como o fotógrafo conta uma história através da sua câmara. Com o seu olhar e a sua experiência aprenderemos a ser melhores observadores e leitores mais atentos

3. Ana Sofia Figueiredo // Ana Bárbara Matos // Sara Silva // Andreia Borges“

“Porto cidade, Porto clube. Porto sombra, Porto luz. Porto cinzento, Porto cor. Porto sujo, Porto limpo. Porto a ruir, Porto a renascer. Enfim, Porto.” Este é o foco nas fotografias de Adelino Meireles que, enquanto fotojornalista, “nasceu” na época de ouro do fotojornalismo em Portugal. Do Público ao Jornal de Notícias, passando pelo 24 Horas, pela Visão e pelo Jornal Letras, o trajeto do agora editor de fotografia tem sido de distinção. Desta vez, Adelino Meireles é o foco nas fotografias e dá-nos a conhecer o que há de distinto em ser fotojornalista hoje.

4. Marta Lago // Isadora Faustino // Andreia Fernandes // Ricardo Lima // Ana Filipa Pereira

Paulo Pimenta desdobra-se em trabalhos distintos para o jornal Público e para o P3. A sua rotina passa desde a função de editor na redação até ao trabalho em campo onde a diversidade de eventos a fotografar é uma constante. Nesta altura toma decisões em relação ao material mais adequado para cada trabalho. Desta vez, Paulo Pimenta vai passar de fotógrafo ao protagonista das fotografias onde vai mostrar como é a rotina de um fotojornalista nos dias de hoje.

5. Ana Isabel Carvalho// Ana Luísa Azevedo // Diana Tinoco // Marta Pinha// Diogo Neuparth

Daniel Rodrigues é português e em 2013 venceu World Press Photo, enquanto estava numa missão humanitária, e desempregado. A foto premiada retrata um grupo de crianças, na Guiné Bissau, que jogam futebol num campo de areia que outrora foi usado para fins militares. Licenciado em fotografia há três anos, Daniel é o exemplo perfeito daquilo que é ser um fotojornalista nos dias de hoje, com todas as limitações e condicionantes. Conhecido também por ser o vencedor que já teve de vender o seu material fotográfico: a visão de um jovem vencedor, que orgulhou Portugal.

6. Andreia Almeida// Sara Rocha// Vanessa Silva // Pedro Morais

Adriano Miranda é fotojornalista do Público e professor de fotografia no Instituto Politécnico do Porto. Tirou o curso na Cooperativa Árvore e deu formação no Cenjor. Todas as semanas tem novos projetos e sai para o terreno sempre que é necessário. O grupo acompanhou Adriano Miranda na cobertura de um almoço de negócios que contou com a presença do ministro das Finanças. O objetivo desta saída era compreender o dia-a-dia de um fotojornalista. Desta forma, acompanhamos Adriano Miranda desde o momento em que ele saiu da redação até ao momento em que as fotografias foram editadas e enviadas. Ficamos a conhecer, também, todos os rituais que o fotojornalista segue na cobertura de um acontecimento.

7. Beatriz Bonal Pérez // Rubén Pérez López // Ana Rodríguez Rosendo

8. Ana Rita Gouveia // Sara Gerivaz // Sandro Santos

Manuel Roberto é fotojornalista e, actualmente, trabalha no PÚBLICO como editor de fotografia. Neste momento dedica-se essencialmente à edição mas sempre que possível, reserva alguns projectos para si. Recentemente, o trabalho que fez com Catarina Gomes e Ricardo Rezende, “Filhos do Vento“, foi nomeado para os prémios do Observatório de Ciberjornalismo (ObCiber) na categoria de Reportagem Multimédia. Queremos conhecer melhor tanto a realidade de quem sai e fotografa, como a realidade de quem, atrás de uma secretária, edita e e publica esse trabalho. Assim iremos entrevistar e realizar uma pequena foto reportagem sobre o trabalho deste profissional.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s